O Corpo que mora é o mesmo que dança.

Você não habita dois corpos

Refletindo

Tudo tem a ver com constancia

Por fim


Você não habita dois corpos…


Você já parou para pensar que o seu corpo dançante é exatamente o mesmo corpo que você mora e convive 24hpor dia? Vamos falar um pouco sobre isso!


É claro para você que a forma que você se movimenta em todas as situações do seu dia foi uma construção de anos e está enraizada em você?


Seria impossível simplesmente a gente jogar for a toda a nossa bagagem quando entramos em cena e nos tornamos um corpo (pessoa) que nunca existiu



Refletindo…


Pensa comigo, se você no dia a dia é uma pessoa que senta se espremendo, que anda completamente largada, que vive com os ombros colados nas orelhas, que para com os joelhos hiper estendidos TODO SANTO DIA, você acha que pode acontecer um milagre quando você estiver dançando?


O corpo da sua bailarina é o seu corpo! Você provavelmente passa mais tempo sem dançar do que dançando, portanto, não dá para esperar este momento para olhar estas questões, certo?!


Tudo tem a ver com constância!


Você só conseguirá modificar isso se enviar novos comandos para seu corpo de forma constante.


Não consegue contrair o abdômen? Deixar os joelhos relaxados? Descer os ombros?


Por fim


Que tal lembrar disso na hora que estiver lavando a louça, escovando os dentes, cozinhando, trabalhando….

Isso não vai aparecer em cena se não faz parte da sua rotina!


E olha que neste texto estou falando apenas de questões posturais, mas isso pode se estender para muitas frentes.


Pense nisso!

19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo