Por que você dança?

Atualizado: Jun 25

Você já tentou ir além e entender o real motivo pelo qual você dança?


Eu sei, eu sei. A dança é linda, você se sente bem, sua autoestima melhora, traz benefícios ao seu corpo. Mas você já cavou mais fundo?

Desde o início da quarentena essa tem sido a minha principal reflexão.



Bailarina Erica Seccato dançando em casa
Porque você Dança?


Tive muitas fases e as motivações mudaram ao longo do tempo.


No início, novinha, bem lá no fundo a dança foi minha escolha para autoafirmação. Eu amava dançar, mas eu amava muito mais ser reconhecida por causa da dança. E não reconhecida profissionalmente, porque eu era uma criança, mas reconhecida dentro de casa, na escola, entre os amigos...


Nesse sentido, descobri que a dança era uma forma positiva de me colocar em atenção e ser enxergada como indivíduo. Ali eu não era filha, não era irmã, não era amiga, eu era a Erica.


O tempo passa e você muda...


Conforme os anos passaram a dança foi tomando outros lugares na minha vida. Eu descobri meu corpo, descobri que DE FATO eu estava dentro dele (por mais louco que isso pareça).


Em outras palavras, eu precisava identificá-lo como meu e a partir daí notei que podia explorá-lo com todas as qualidades e questões que ele tem. Isso fez parte da minha formação como mulher.


Quando nos tornamos profissionais ou dançamos há muitos anos, é muito fácil nos desconectarmos da nossa real motivação e do que nos faz continuar. Para entrarmos em um automático por conta das entregas de resultados é 1, 2. E, neste momento, sem palco, com vídeos rápidos, feitos em casa, nem se fale.


A dança sob uma nova ótica!

Acho importante olhar e ressignificar o que a dança representa para você HOJE. Talvez, ou muito provavelmente, o real motivo pelo qual você dança não é o mesmo que te fez iniciar e nem o mesmo de alguns poucos anos atrás.


Todavia, penso que se você ficar preso lá atrás, sem "renovar seus votos" com a dança, você não consiga força, disciplina, motivação para seguir neste turbilhão que vivemos hoje!


Por fim...


Para mim, trabalhar com movimento e estar conectada com possibilidades que o corpo tem para se expressar é algo que me coloca em contato com esse reconhecimento de quem sou, das minhas potências, mas também me coloca em contato com as minhas limitações e frustrações.


Em suma, este é o maior aprendizado que a dança vem me trazendo durante esses anos.

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo